Lua Vazia - UOL Blog

Lua Vazia


23/10/2005


Liberdade

 

 

 

Hoje só por hoje

porque estou cansado

não quero bichos enjaulados

nem plantas envasadas

os parentes (parênteses) omito

Quero provar a plena liberdade

Odes por Baco

sabor do sexo

sem remorsos na quietude

sem travas do passado

inicio um prefácio

E os versos tortos

deixo para amanhã

 

 

Zeca Pestana 

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 23h16
[ ] [ envie esta mensagem ]

16/10/2005


Tempestade

 

 

 

Tempestade que não passa

calmaria ao contrário

os olhos secos

a alma afogada

sem porto sem rumo

No limiar da vertigem

dizimada ilusão

à deriva na ressaca

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 11h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

08/10/2005


Máscaras

 

 

 

Máscaras incorporadas

invólucros de muitos personagens

sem pronunciar nomes

flerta com o desconhecido

santificados versos endemoniados

assume o duo

dulcifica

Na decisão e plena razão

se descobre no segredo

miragem

no culto das mentiras

 

 

Zeca Pestana

 

Escrito por Zeca Pestana às 23h19
[ ] [ envie esta mensagem ]

01/10/2005


Tapa

 

 

 

Tapa na cara

presunção vai e volta

vida revista

retorna

Não há revide

 

 

Zeca Pestana

 

Escrito por Zeca Pestana às 23h23
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: