Lua Vazia - UOL Blog

Lua Vazia


30/10/2007


Vampiro

 

 

 

Bala de prata

penetra

no peito

coração fraco do criador

mas não mata

fere

o espelho plagiador

vampiro no destino

em reflexo sugador

a criatura

no próprio tempo

se apaga

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 23h27
[ ] [ envie esta mensagem ]

23/10/2007


Sal

 

 

 

Se de pura água sou

escapo por entre os dedos

do soltar das mãos

as distâncias

Ofício insano de procurar os momentos

perpetuando lembranças

o martírio diluido

ato lacrimal

sal ativo

fluido pranto

em terra adentro

no alguidar absorvido

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 23h20
[ ] [ envie esta mensagem ]

14/10/2007


Sortilégio

 

 

 

destino

roda de fogo

em versos orbitais

regressão ao incógnito

O obscuro genoma decifrado

serafim da madrugada

signo dos augúrios

cumpre a sina

sortilégio

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 10h06
[ ] [ envie esta mensagem ]

07/10/2007


Circo

 

 

 

De repente

estranho estar no picadeiro

 

Repentinamente

estou na corda bamba

 

Demente

humor cáustico

estreei em circo errado

por erro do passe do mágico

caí no conto desse canto desencantado

um pesadelo de infância é real

o pierrô virou palhaço

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 21h24
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: