Lua Vazia - UOL Blog

Lua Vazia


26/01/2008


Carne

 

 

 

O dia do valor da carne

aonde tudo vale

terça-feira

Prazeres escorrem pelos poros abertos

a orgia lúdica do sentido ritmado

no suor que sustenta a libido

preconceitos evaporam

conspiram desejos

em prestações

os delitos são débitos

pagos na quarta-feira de cinzas

e um cortejo alucinante

anseia chegar ao enterro dos ossos

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 18h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

18/01/2008


Ninfa

 

 

 

Ninfa das asas de fios multicores

travestida de liberta libélula

em fina renda bordada

rica filigrana

fiada

 

Iludindo o pobre raciocínio humano

fertiliza com gotas vespertinas

no espírito da floresta

a fauna e a flora

água ribeira

reflete

 

Quem tem o olhar ingênuo

essa dança diáfana

fascina

 

Quem só vê o inseto

renega a fantasia

sobrevive na fria realidade

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 21h12
[ ] [ envie esta mensagem ]

12/01/2008


Vertigem

 

 

 

Os pés nus no chão

cacos de vidro

rasgam

esvazia o fluido

o ardor do não saber

quando o vazio pega fogo

Alinhavar na clara areia aquarelada

em espectros de tinto espanto

por peregrinas transições

o sumo das estações

espuma e sêmem

vertigem

 

 

Zeca Pestana

 

 

Escrito por Zeca Pestana às 16h13
[ ] [ envie esta mensagem ]

02/01/2008


Diretriz

 

 

 

Rever

outra vez

diretriz dos anseios

recolher os pensamentos

a ciência da paz

paciência

refez

 

 

Zeca Pestana

 

Escrito por Zeca Pestana às 12h30
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: